A presente matéria não tem a intenção de ferir o ecumenismo ou o diálogo inter-religioso, mas sim dar razão, aos que são católicos, da fé que professam. Lembro-me que já ouvi pessoas que antes se declaravam católicas e depois debandaram para outras religiões cristãs repetirem a seguinte frase: “Na Igreja Católica eu nunca fui incentivado (a) a ler a Bíblia, eu não entendia a Bíblia. Depois que conheci Jesus em tal igreja…, aí eu passei a entender a Bíblia”. Tenho uma resposta, não para os que deixaram nossa religião, mas para aqueles que continuam católicos. Prestem mais atenção na Santa Missa! Não assistam uma Missa, mas sim participem dela. Afinal de contas, se vocês são batizados, vocês fazem parte do Corpo Místico de Cristo e então participam da Missa, não são somente expectadores. A Bíblia é composta por 73 livros e se vocês participam todos os Domingos da Santa Missa, no prazo de três anos, que corresponde ao ciclo litúrgico da Igreja, vocês já ouviram grande parte de 59 livros da Sagrada Escritura. Mas leiam a seguir e então pasmem! Uma pessoa que participar da Missa durante dois anos, de Segunda-feira à Sábado, terá a oportunidade de ouvir grande parte de 71 livros da Bíblia. Isto é praticamente toda a Palavra de Deus! São necessários dois anos porque as leituras diferem quanto aos anos ímpares e pares. Como, então, um católico pode dizer que nunca leu a Bíblia? Melhor ainda, escutou o que Ela diz? Até porque a escuta é melhor que a leitura, sabem por quê? De acordo com o Apóstolo São Paulo (Carta aos Romanos, 10,17) “A fé vem pela escuta da pregação da Palavra de Deus”. Pela escuta da Palavra podemos alcançar a fé! Mas cuidado, escutar não é simplesmente pôr os ouvidos em alerta não! Escutar quer dizer guardar tais palavras e colocá-las em prática. Mas tem mais, já prestaram atenção aos ritos da Santa Missa? Bom, olhem a seguir o que descobri, estudando a Bíblia e depois lendo o livro: A Sagrada Escritura No Mistério Da Santa Missa – Razões Para Ser Católico, obra de autoria do pastor protestante convertido ao Catolicismo Scott Hahn:

A importância da Missa aos Domingos (primeiro dia da Semana) em Atos dos Apóstolos 20,7. O sinal da Cruz que fazemos no início da Missa está no livro de Ezequiel 9,4. A saudação feita pelo presidente da celebração: “A graça e paz de Nosso Senhor…” está no início de várias cartas de São Paulo. A expressão: “O Senhor esteja convosco” está baseada em várias partes: Êxodo 3,12; Juízes 6,12; Lucas 1,28; Mateus 28,20. A tríplice invocação: “Senhor tende piedade de nós…”, Salmo 118,77; Salmo 122,3; Salmo 50,1-3; Mateus 9,27; Mateus 15,22; Mateus 17,15. O Hino de Louvor (Glória) tem fundamentação em Lucas 2,14. Encontramos várias partes do Credo (Creio em Deus Pai, Todo-poderoso…) em várias Cartas do Novo Testamento: 1ª Carta a Timóteo 6,12; 2ª Carta a Timóteo 4,1; Carta aos Hebreus 10,15, além de muitas outras. A aclamação “Santo, Santo, Santo…” está em Isaías 6,3; Apocalipse 4,8. “Hosana nas alturas”, Mateus 21,9. A narrativa da Instituição da Eucaristia está em 1ª Carta ao Coríntios, 11,23-27; Mateus 26,26-29; Marcos 14,22-25; Lucas 22, 19-20. O Pai-nosso também é bíblico: Mateus 6,9-13. “Eis o Cordeiro de Deus…” João 1,29. “Felizes os convidados para a ceia do Senhor…” está em Apocalipse 19,9. Agora, os sinais e partes da Santa Missa somente no Livro do Apocalipse, portanto, só vou citar os capítulos e versículos: Culto dominical 1,10; Um sumo sacerdote 1,13; Um altar 8,3-4; 11,1; 14,18; Sacerdotes 11,16; 14,3; 19,4; Túnicas (veste branca usada pelos diáconos, padres e bispos) 1,13; 4,4; 6,11; 7,9; 15,6; 19,13-14; Celibato consagrado (o que celebra ser um homem que não se casou, mas antes, doou sua sexualidade a Deus) 14,4; Homens em vestes brancas 4,4; Candelabros (castiçais com velas acesas) 1,12; 2,5; Incenso 5,8; 8,3-5; Cálices 15,7; 16,1; 21,9; O Sinal da Cruz (representado pela letra grega tau, hoje conhecida como cruz de São Francisco de Assis) 7,3; 14,1; 22,4; O Glória 15,3-4; O Aleluia 19,1.3.4.6; Corações ao alto 11,12; O Amém 19,4; 22,21; Jesus Cristo como Cordeiro de Deus a partir de 5,6 até o final do livro do Apocalipse, somando um total de 28 vezes a repetição Cordeiro de Deus. Intercessão dos Anjos e Santos 5,8; 6,9-10, 8,3-4; Cântico de antífona 4,8-11; 5,9-14; 7,10-12; 18,1-8; Contemplação silenciosa 8,1; Ajoelhando-se diante de Cristo 1,17; 4,10; O Banquete das bodas do Cordeiro 19,9; 19,17; O incenso, os presbíteros (padres) e as orações 4,4, 5,8.

Bom, espero que isto, apesar de não esgotar as citações bíblicas relacionadas com a Santa Missa, sejam o bastante para encher de razões os católicos que não sabiam que participar da Missa é estar no Livro do Apocalipse e em muitos outros livros da Bíblia. Espero que todos leiam os textos bíblicos, acima citados, por favor, não se contentem em apenas vê-los aqui nesta matéria do jornal. Vá para a Sagrada Escritura e leiam! Por fim, peço-lhes que a partir de hoje não sintam mais pressa para que a Missa termine, lembrem-se, vocês estão celebrando a Bíblia ao participar do Santo Sacrifício! Em cada Eucaristia participamos de um pedaço do Céu, já aqui na Terra. Mas para aqueles que ainda não se convenceram termino com uma frase de São Josemaría Escrivá: A Missa é longa, porque o amor é curto”. Só quem não tem amor a Deus sente pressa em terminar a Missa.

Por Bruno Salles