Sexta-feira da XI Semana do Tempo Comum
Evangelho – Mateus 6,19-23

Nosso grande tesouro: a Vida Eterna

“Não junteis tesouros aqui na terra” (Mt 6,19)

O evangelho de São Mateus é muito circunspecto quando nos diz: “não junteis tesouros aqui na terra” (Mt 6,19). Se compreendêssemos o verdadeiro significado desta frase  viveríamos muito bem no nosso trabalho; não seria aquele infortúnio enfadonho, que muita das vezes se aflige o dia inteiro, a semana toda e não se encontra momento para descansar, para usufruir aquilo que foi o resultado do trabalho; não juntar tesouro aqui na terra significa que não se deve atormentar a vida de tanto trabalho e nem mesmo se necessita prender o coração a ele, ou aos ditames desta vida.

Cada homem tem muito mais obrigação com o Reino dos Céus do que se preocupar com as coisas passageiras desse mundo. Porque o Evangelho de São Mateus nos diz: “os ladrões assaltam e roubam” (Mt 6, 19); somos assaltados, não através dos agressores, mas somos invadidos quando nós mesmos permitimos que o nosso trabalho nos escraviza, ou seja, também nós roubamos de nós mesmos a oportunidade de descansar depois de uma semana laboriosa, cheia de trabalho, abarrotada de serviços.

De modo que, “juntar tesouros para o céu” é uma frase bonita, tocante, mas não tenhamos a falsa certeza dessa vida, como se fosse o nosso tesouro, todavia o nosso grande bem é o céu.

A vida é passageira porque os homens são passageiros, os quais estão na vida, então, o que cada pessoa necessita fazer é valorizar o seu trabalho a cada dia sem, no entanto, se prender a ele. Não precisamos trabalhar para juntarmos tesouros nessa vida, o nosso trabalho tem que ser apenas uma realidade a qual nos dê dignidade. Uma dignidade ratificada por vários documentos da Igreja os quais nos ensinam que o trabalho dá dignidade ao homem. Contudo, oxalá eu, você e, principalmente, nós compreendêssemos que realmente trabalhamos não para juntarmos tesouros, entretanto trabalhamos para nos ocuparmos com as tarefas deste mundo tendendo os nossos olhares para a eternidade, onde se acha nosso tesouro: a Vida Eterna.

Pe. Joacir S. d’Abadia
Pároco da Paróquia São José e Adm. da Paróquia Santa Luzia
Formosa-GO


Clique aqui e veja o evangelho de hoje