Os padres são homens que dedicam suas vidas a cuidar do próximo. Mas quem cuida deles? Foi sobre isso que se desdobrou o 37º Encontro de Presbíteros do Regional Centro-Oeste da CNBB (Goiás e Distrito Federal), que aconteceu na Casa do Movimento Leigo, em Anápolis, nos dias 27 a 30 de agosto e reuniu 118 sacerdotes de todas as dioceses do regional.

“Cuidado com os cuidadores”. Foi esse o tema do evento, que teve assessoria do padre Dalton Barros de Almeida. Psicólogo por formação, ele dedica boa parte de sua vida a cuidar dos sacerdotes. Para isso, desenvolveu o método, Os “esses” da vida presbiteral: saúde, sanidade, sabedoria e santificação. Segundo o padre Dalton, esse é um caminho espiritual que previne fragmentações que adoentam.

O tema do evento está em sintonia com o 17º Encontro Nacional de Presbíteros que aconteceu em abril deste ano, em Aparecida (SP), e teve como lema “Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho, pois o Espírito Santo vos constituiu como guardiães” (At 20,28). Padre Mauro Francisco dos Santos, coordenador da Comissão dos Presbíteros do Regional Centro-Oeste, afirmou que o tema “Cuidar dos cuidadores” deve ser cultivado constantemente, uma vez que os padres não deixam de ser ovelhas, por isso também precisam de cuidados. “Esse encontro ofereceu uma reflexão que nos abre horizontes para o zelo pastoral para a pessoa do homem consagrado, o presbítero”, disse.

Padre André Luís do Vale, da Comissão Ampliada de Presbíteros do regional e da Pastoral Presbiteral da Diocese de Uruaçu, elencou alguns pontos importantes apresentados no encontro. “Padre Dalton explicou alguns aspectos que devemos cuidar para termos uma vida mais saudável: praticar atividades físicas, ter bom sono, estimular o intelecto e controlar as emoções. Assim conseguiremos melhor servir ao Evangelho”, pontuou. A vida agitada pode adoecer os sacerdotes e a mudança brusca de situações adversas como celebrar bodas de ouro de casamento hoje e amanhã celebrar uma missa de corpo presente.

Participando pela primeira vez do encontro, o padre Wellington Elias da Costa, da Diocese de São Luís de Montes Belos, ordenado há três anos, elogiou a oportunidade de confraternização entre os sacerdotes do regional, proporcionada pelo evento. “A convivência e a união dos padres, são pontos que devem ser destacados no encontro. É bonito experimentar essa unidade de pessoas que passam pelas mesmas dificuldades e as mesmas alegrias que a gente”, afirmou.

Monsenhor Aldorando Mendes, da Arquidiocese de Goiânia, que neste ano celebrou Jubileu de Diamante de ordenação sacerdotal, disse que a Igreja cumpre seu papel quando oportuniza o bem de todos, inclusive de seus pastores. “Desde o papa João Paulo II eu tenho insistido muito nesta linha de que a Igreja seja uma casa e escola de comunhão. Ora, as estruturas da Igreja não são estruturas pesadas para nos onerar, são para nos ajudar a viver a fraternidade. Como a gente vai viver a comunhão? Encontros como esse servem para nós vivermos a fraternidade, termos preocupação com o outro, com a saúde espiritual, o progresso nesta caminhada de Igreja. O tema nos ajuda muito a ter esta visão de não sermos indiferentes ao irmão que está ao nosso lado, para que assim alimentemos mais nossa espiritualidade”.

Participaram de momentos do encontro e presidiram a Santa Missa, os bispos Dom Adair José Guimarães, de Rubiataba-Mozarlândia; e Dom João Wilk, de Anápolis. A missa de encerramento do evento foi presidida pelo administrador diocesano de Ipameri, padre Orcalino Lopes.

O 38º Encontro Regional de Presbíteros vai acontecer de 26 a 29 de agosto de 2019, na Diocese de Rubiataba-Mozarlândia. O tema ainda será definido.

Fonte: CNBBCO