A Igreja São Sebastião era uma pequena capela feita de taipa e cobertura de palha cercada de cerrado por todos os lados. A referida Capela era usada para as orações da comunidade e raramente recebia a visita do padre que celebrava a Santa Missa. A pequena capela resistiu por vários anos até ser demolida e em seu lugar surgiu uma pequena Igreja, porém de melhor qualidade.

Com o crescimento do bairro e com a chegada dos Padres dos Sagrados Corações, se percebeu a necessidade de aumentar o referido templo, transformando-o em uma belíssima Igreja. Isso aconteceu entre os anos de 1957 a 1959 e teve como construtor o Pe. Tiago Leigen auxiliado pelo Pe. Reinaldo Bosmam, que foram também os primeiros a dar uma assistência efetiva. Durante este período, ou seja, no dia 10 de fevereiro de 1989 a referida capela foi elevada à categoria de Paróquia e teve como seu primeiro pároco o Pe. Henrique Leijen.

De 1990 até 1991 o Pe. José Willems reassumiu a Paróquia, que passou aos cuidados do Pe. João Bernardino de Assunção, que esteve à frente da comunidade até 10 de fevereiro de 2001. Período esse que não existia ainda salão paroquial e até mesmo uma residência paroquial, e o padre na época residia em uma casa alugada na Rua 10, até construir a casa paroquial.

Fato curioso ocorrido no tempo em que padre João Assunção era pároco foi a queda da casa paroquial, cuja narrativa é feita pelo clérigo: “No dia em que construímos a casa paroquial, construímos o telhado, por volta de 14hs e logo em seguida veio uma chuva muito forte e a casa caiu todinha ficou um monte de entulho, não ficou pedra sobre pedra, e no outro dia o evangelho era o homem que construiu a casa sobre a areia”.

Numa investigação posterior ficou comprovado que o pedreiro estava desviando o cimento, deixando a casa com uma sustentação mais fraca usando menos cimento que o necessário e depois vendendo o cimento para a própria paróquia, que desconhecia a prática.

Outra dificuldade vivida pela comunidade foi o embargo da matriz devido ao eminente risco de queda do telhado, por causa de cupins que corroeram a madeira e, também, a idade da igreja que era bem antiga – a obra foi feita entre 1955 e 1960 – e nunca tinha passado por nenhuma reforma. Nesta época, as celebrações foram no C.T.G – Querência de Formosa, cedido pela colônia gaúcha. A obra de restauração foi avaliada em cerca de 50.000,00, verba arrecadada com eventos e a colaboração dos paroquianos, com orações, trabalho e plena dedicação.

Fonte: Pascom São Sebastião e Pe. João Bernardino de Assunção

 

Data de criação: 10/02/1989
Endereço: Av. João Isper Gebrim, 825, Formosinha – Formosa-GO
Pároco: Pe. Rosemberg Batista Lopes
Vigário: Pe. Francisco Keison Torres de Lima


Padres

  • Pe. Henrique Leijem;
  • Pe. José Williams;
  • Pe. João Bernadino de Assunção;
  • Pe. Ary Ramos Filho;
  • Pe. Vicent Bélanger;
  • Pe. Jacinto Kryszk;
  • Pe. Eliton Rodrigues Cardoso;
  • Pe. Jair Fernandes Valente;
  • João Manoel Lopes;
  • Pe. Hailson Ferreira de Castro – Vigário;
  • Pe. Marcos Antônio Rodrigues Carvalho;
  • Pe. Rosemberg Batista Lopes; e
  • Pe. Francisco Keison Torres de Lima – Vigário.

Pastorais e Movimentos

  • Pastoral da Esperança;
  • Pastoral do Dízimo;
  • Pastoral Familiar;
  • Pastoral dos Foliões;
  • Pastoral da Liturgia;
  • Pastoral da Música;
  • Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística;
  • Pastoral de Coroinhas e Acólitos;
  • Pastoral de Sacristãos;
  • Pastoral de Noivos;
  • Pastoral da Saúde;
  • Pastoral Vocacional;
  • Pastoral da Ordem;
  • Pastoral da Experiência de Vida;
  • Pastoral da Criança;
  • Pastoral do Batismo;
  • Pastoral da Catequese;
  • Pastoral de Comunicação;
  • Nightfever;
  • Serra Clube;
  • Vicentinos;
  • RCC – Gupo de Oração São Lucas;
  • RCC – Grupo de Oração Rosa de Saron;
  • Escola de Evangelização Santo André;
  • Legião de Maria;
  • Terço dos Homens;
  • Apostolado da Oração;
  • Grupo Adição (AA); e
  • Grupo Narcótico (NA).

Acesse a página da Paróquia São Sebastião, no facebook, clicando aqui.