Cavalcante

A primeira incursão no território de Cavalcante ocorreu em 1736 pelo garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros, que estavam em busca de ouro. A notícia da descoberta de uma imensa mina de ouro à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos garimpeiros, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante em homenagem ao fundador e colonizador.

Em 1740, foi fundado oficialmente o arraial de Cavalcante, elevado à categoria de freguesia em 1759. Com a decadência do metal precioso no arraial de São Félix, transferiu-se para Cavalcante a casa de fundição de ouro em 1794, sendo extinta em 1806 por tornar-se deficitária.

Com o declínio do ouro, o município passou a se dedicar a atividades como a agricultura e a pecuária. Durante algum tempo, o município foi um dos maiores exportadores de farinha de trigo para os Estados Unidos. O território municipal abrangia quase todo o nordeste goiano, desde o município de Formosa (antigo Arraial dos Couros) até o município de Arraias, em Tocantins.

Fonte: Prefeitura Municipal


Teresina de Goiás

O município surgiu da iniciativa de três homens e duas mulheres: Delfino Szeerquins, José da Costa, Joaquim de Souza Fagundes, Joaquina Nunes Bandeira e Antônia Francisca Lopes. Em 1960, eles decidiram criar um loteamento no entorno de Cavalcante com Campos Belos.

As terras pertenciam à esposa de Joaquim de Souza, o primeiro a se estabelecer no local. A vila que começou a se formar pertencia ao município de Cavalcante. Em 1968, ganhou a condição de distrito. Foi emancipado em 1988 e em 1989 teve sua primeira eleição. Teresina de Goiás é o município mais novo da Chapada dos Veadeiros.

Fonte: Prefeitura Municipal


Paróquias