Sendo a Igreja do ponto de vista humana uma instituição presente em todo mundo ela precisa constantemente analisar o números a fim de entender cada vez melhor o mundo e de forma clara e coesa anuncia Jesus Cristo a todos os povos.

As estatísticas, que se referem ao ano de 2011, mostram as dinâmicas da Igreja Católica em 2.979 circunscrições eclesiais do planeta. No que diz respeito ao número de católicos no mundo, em 2011 eram de 1.214.000 frente aos 1.196 milhões de 2010, com um aumento de 18 milhões de fiéis, ou seja, 1,5%. No decorrer dos últimos anos, a presença de católicos batizados no mundo permanece estável, em torno de 17,5%.

Os católicos têm aumentado na África (4,3%), que apontou, entre 2010 e 2011, um aumento de sua população de 2,3%. No continente asiático também há registros de aumento no número de católicos superior ao da população (2,0% frente aos 1,2%). Na América e Europa o aumento de católicos e da população é igual (0,3%). Em 2011, o total de católicos batizados estava distribuído, por continente, desde modo: África (16,0%); América (48,8%); Ásia (10,95); Europa (23,5%) e Oceanía (0,8%).

Clero

De 2010 a 2011, os bispos passaram de 5.104 a 5.132, com um aumento relativo de 0,55%. O aumento foi registrado principalmente na Oceania (+4,6%) e na África (+1,0%) enquanto a Ásia e a Europa estão um pouco abaixo da média mundial e na América não se registam variações.

Da mesma forma, aconteceu com o crescimento no número de sacerdotes iniciado em 2000. Em 31 de dezembro de 2011, registrou-se o número de 413.418 padres, frente aos 405.067 da mesma data em 2001. No entanto, esse aumento não é homogêneo. Na África e na Ásia, o crescimento é respectivamente de +39,5% e de +32% (com um aumento de mais de 3.000 só em 2011). Na América, a situação é a mesma (122.000) enquanto na Europa houve uma queda superior a 9%.

Segue o forte expansão dos diáconos permanentes, que passou de 29.000 em 2001 para 41.000 de 2011. Estão presentes em toda a América do Norte e na Europa, que contam com 97,4% do total, enquanto que os 2,6% restantes se dividem entre a África, a Ásia e a Oceania.

Os religiosos e religiosas

Os religiosos professos, não sacedortes, se consolidam e superam ligeiramente os 55.000. Crescem na África e na Ásia (+18,5 % e 44,9% respectivamente) e diminuem na América (-3,6%), na Europa (-18%) e na Oceania (-21,9%).

Uma constante e forte queda atravessa o mundo das religiosas que neste momento são 713.000, frente as 792.000 de 2001. Há menos religiosas na Europa (-22%), Oceania (-21%) e América (-17%). No entanto, seu aumento é significativo na África (+28%) e na Ásia (+18%).

Os cadidatos ao sacerdócio, diocesanos e religiosos, passaram os 112 mil em 2001 para os 120.616 em 2011. Um aumento de 7,5%. O aumento mais significativo está na África (+30,9%), na Ásia (+29,4), enquanto a Europa e a América registram uma queda de 21,7% e de 1,9% respectivamente.

Encontramos também uma tabela com um levantamento de dados referentes a seus membros algumas instituições que estão sobre administração da Igreja:

CATÓLICOS1.195.671.000
Padres412.236
Fiel por padre2.900 
Bispos5.104
Escolas maternais70.544 (6.478.627 crianças)
Escolas primárias92.847 (31.151.170 alunos)
Escolas secundárias43.591 (17.793.559 estudantes)
Universitários3.338.455
Hospitais5.305
Asilos17.223
Os números da Igreja Católica

Com base nas informações acima citadas fica evidente a presença da Igreja no mundo e sua preocupação com seus fiéis e todo o mundo, pois por meio do Papa, Bispos, Padres, diáconos, fiéis, em fim, todo povo de Deus, nós católicos demonstramos a nossa preocupação como mundo ao mesmo tempo que percebemos que não temos no mundo morada fixa, mas ao contrário estamos de “passagem” rumo ao às promessas feitas por Jesus Cristo.

Fontes: Canção nova, Terra.