“Qualquer ato de amor, por menor que seja, é um trabalho de paz.”

(Madre Teresa de Calcutá)

No último domingo (14/09), jovens da Catequese de Crisma III de nossa paróquia e mais duas jovens da Comunidade, juntamente com os catequistas Elzo e eu Seminarista Carlos, realizamos uma ação social em benefício das crianças do Orfanato Filhas de Maria, que é cuidado pela Congregação das Irmãs Filhas do Puríssimo Coração da Santíssima Virgem Maria, localizado no Bairro Santa Rita, Setor Leste em Planaltina-Goiás.

 O projeto foi uma bela iniciativa da catequizanda Deizequele, que motivou seus colegas e amigos a juntos arrecadar donativos para o orfanato, com orientação dos catequistas e do administrador paroquial. Sempre tiveram como motivação a passagem do Evangelho de São Mateus que nos diz: “Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes!”. E essa passagem impulsionou o coração destes jovens depois de uma partilha na catequese! 

Para tornar conhecido o projeto a Deizequele criou uma página no facebook: (Vem doar você também, vem?). E o trabalho iniciou com saídas em busca dos donativos, por meio de ofícios dirigidos em nome da paróquia pediram doações em estabelecimentos comerciais. Um lindo trabalho foi realizado durante esses últimos dias.

Finalizamos todo o projeto hoje junto ao orfanato. Em dois carros levamos todos os donativos: roupas, brinquedos, fraldas descartáveis, caixas de leite, verduras e variados tipos de alimentos. Ao chegar no orfanato fomos recebido pela Irmã Carmen, que gentilmente nos recebeu e nos acompanhou durante todo o tempo. Conhecemos o Pedro, uma criança de 3 anos, que nasceu cego, surdo e sem movimentos e depois de uma novena a São João Paulo II, realizada por todas as crianças do orfanato, juntamente com as irmãs, este pequeno anjinho voltou a enxergar e tem recuperado os movimentos a cada dia por meio de tratamentos. Deus seja louvado!

Depois de termos conhecido o Pedrinho, nós os meninos fomos para a quadra jogar futebol e as meninas foram conhecer os quartos das crianças e as outras repartições da casa. Verdadeiramente foi um momento marcante para os meus catequizandos, os seus olhos brilhavam de encantamento e felicidade em realizar tão singela obra de caridade. Ainda tenho em meus pensamentos o momento que chegamos ao orfanato, a emoção que sentiram, a ponto de escorrer lágrimas de seus olhos. Este foi o primeiro de muitos projetos que estes jovens vão desenvolver para honra e glória de Deus. Amém!

Por: Seminarista Carlos Neves, Agente PasCom IMC.