lista-de-ano-novo-Mariana sempre foi uma “criadora” de projetos e sonhos. No fim do ano sempre prepara sua lista para o ano que vai começar. Pensa em todas as coisas que seriam possíveis e até mesmo aqueles que ela consideraria impossível para ela. Ser promovida, crescer na vida amorosa, perder peso, reformar sua casa, etc. São tantos projetos! Certa feita, Mariana resolveu conversar com seu padre sobre seus projetos futuros. Mostrou para ele quantas coisas ela desejava realizar no ano seguinte. Era uma lista imensa!

– Qual desses projetos o senhor consideraria mais urgente?
– Nenhum! – Foi rápido na resposta o sacerdote.
– Nenhum? Como assim?
– Salva tua alma! Pensa nas coisas da tua alma! Esse é o projeto mais urgente! Os outros projetos ganharão vida a partir deste!

Quantas vezes no fim de um ano nós criamos projetos e empenhos para o ano novo. Parece que brota em cada coração um desejo de renovar tudo ao nosso redor. Um sentimento de fazer renovar todas as coisas e não ficar mais a mercê daquelas velhas estruturas que prendiam nossos pés, sonhos e expectativas. No entanto, sempre traçamos projetos materiais e não pensamos no empenho mais urgente das nossas vidas: SALVAR NOSSA ALMA!.

Estamos todos fissurados em projetos humanos, naquilo que consideramos extremamente urgente e não estamos preocupados com o projeto da nossa vida “futura”. Chesterton dizia que “o objetivo de um Ano Novo não é que tenhamos um novo ano. É que tenhamos uma nova alma…”, que sejamos capazes de fazer mudanças interiores para que o exterior também encontre suas novidades. Não adiante colocar vinho novo em odres velhos! (Cf. Mt 9,17). Mudar nosso interior é urgente, para que possamos mudar o que está ao nosso redor. As velhas estruturas não podem ser mudadas se não buscarmos Deus e continuamos com o mesmo coração, sem novas virtudes e o desejo de vencer nossos vícios e fraquezas, de um maior empenho na vida de oração e na participação dos sacramentos. 

Um novo ano deve sempre convidar nosso interior a uma completa renovação de si mesmo.  Colocar um olhar de eternidade em tudo aquilo que formos fazer. Não consiste em esquecer o mundo ao nosso redor, mas de vislumbrar o verdadeiro sentido de cada novo tempo que o Senhor oferece. Sermos gratos por aquilo que passamos. Desde já agradecermos por aquilo que virá, na certeza de que é Deus quem conduz nossos passos. Um novo ano é momento de deixar coisas velhas, ou seja, tudo aquilo que nos afasta de Deus e do final último de nossas vidas.

Quando estamos começando um novo ano é certo que façamos planos materiais, e que tenhamos desejo de cumprir cada um deles, porém jamais um deles será tão urgente do que o projeto espiritual. Faça sua lista de projetos para o ano que vai começar, porém para cada projeto “material” coloque três espirituais: Confessar-se com mais frequência, participar mais da Santa Missa, dominar a impaciência, vencer um vício, ser mais prudente, rezar mais, ler a Palavra de Deus, esperar mais na Providência Divina. Faça muitos projetos para 2016, entretanto jamais esqueça o seu projeto mais urgente: “SALVA TUA ALMA!”.

Que seu ano seja repletos de bençãos! Feliz 2016!

Por Seminarista Raifran Sousa, coordenador do Departamento Diocesano de Comunicação.