Dom Adair José Guimarães, bispo diocesano de Formosa, assume pastoralmente comunidade rural.

Após visita recebida pelos moradores do projeto de assentamento Dom Tomás Balduíno, localizado na fazenda Cangalha, zona rural de Formosa, Dom Adair resolveu ele próprio assumir os trabalhos pastorais. Marcando assim a primeira missa na localidade para o dia 02 de julho. Na data acordada o senhor bispo reuniu uma equipe de três pessoa para auxiliá-lo e foram ao local. Equipe esta formada por Reginaldo Mendonça, pasconeiro, ministro extraordinário da comunhão eucarística e palavra; Irmã Bertila Picelle, ministra extraordinária da comunhão eucarística e palavra, catequista; Kaio Mendonça, acólito da paróquia Santa Luzia em Formosa.

O assentamento ainda está em fase de formação. Não há energia elétrica e nem água potável. Também não há residências estruturadas, somente barracos feitos de lona. Mas o principal: há pessoas fervorosas na fé.

Em sua homilia Dom Adair disse que desde a sua época de Padre já vem fazendo este tipo de trabalho junto aos mais necessitados. “Todo padre tem que ter uma comunidade sofrida assim, tanto para alimentar-se espiritualmente quanto para ajudar o povo de Deus que sofre com a falta da palavra e a eucaristia”, relatou o bispo.

Para a celebração eucarística, os assentados levaram produtos produzidos por eles mesmos e ao final houve uma pequena confraternização. A comunidade em si acordaram ter como padroeira Nossa Senhora Aparecida. Aonde o senhor bispo acolheu o pedido com muita alegria no coração.

A próxima missa acontecerá no dia 31 de agosto de 2019. Momento em que os moradores terão a oportunidade de se confessarem e também receberem catequese com a equipe que se dispuseram a ajudar.

Este slideshow necessita de JavaScript.