Sábado da XIV Semana do Tempo Comum
Evangelho – Mateus 10,24-33

“Não tenhais medo”

No Evangelho de hoje Jesus usa uma expressão muito confortante a todos nós: “Não
tenhais medo (Mt 10,26)”, que ocorre 366 vezes na Bíblia. Na Sagrada Escritura a
primeira vez que aparece a palavra “medo” é imediatamente após nossos primeiros pais
terem cometido o pecado, como relatado em Gn 3,10: “Ouvi teus passos no jardim,
por isso tive medo…”

O medo se apresenta a nós das mais diferentes maneiras: Medo de viver, de morrer,
medo de ficar doentes, de passar por dificuldades, tribulações, medo do futuro, medo do
passado, e até medo de Deus. Medo de perder algo, seja a reputação, a posição, a
segurança, a família, os amigos, enfim. Os nossos medos são muitos.

Somos seres humanos e, portanto, sentir medo é natural, sinal de que temos consciência
de nossa fragilidade e limitação. No entanto não devemos deixar-nos paralisar por ele. Enfrentando nossos medos, aprendemos a ser corajosos. O primeiro passo é admitir os
próprios temores.

Devemos escutar em nosso coração esse mandato do Senhor: “Não tenhais medo”. Se
Deus cuida até dos pássaros, cuidará mais ainda dos Apóstolos e de cada um de nós que
somos seus filhos. Por isso Jesus conclui afirmando: “Quanto a vós, até os cabelos da
cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais”
(Mt 10,30-31). Se Deus cuida dos mais insignificantes seres de sua criação, como é o
caso de um humilde pardal, quanto mais se preocupará conosco, seus filhos.

Que o Bom Deus cure em nós todas as feridas que no geraram nossos medos e traumas.

Deus abençoe a todos!

Padre Wagner Teixeira de Moura
Vigário na Capela São Francisco Xavier
Buritinópolis-GO


Clique aqui e veja o evangelho de hoje