Quarta-feira da XXIV Semana do Tempo Comum
Evangelho – Lucas 7,31-35

No Evangelho de Hoje Jesus questiona com que comparar os homens dessa geração. Com quem parecem? E passa a exortar dizendo que se parecem como crianças que se sentam nas praças e se dirigem aos colegas dizendo: ”Tocamos flauta para vós e não dançastes; fizemos lamentações e não chorastes“! Jesus está repreendendo um povo por sua insensibilidade diante de sua presença. O Filho de Deus Vivo está ali presente no meio deles, realmente, e muitos não se importam, não aproveitam de sua presença de amor para ouvir seus ensinamentos, para se deliciar com suas pregações, para serem tocados de verdade com curas e libertações, para se converterem e mudarem de vida. É impossível estar na presença de Jesus verdadeiramente e não sentir nada e não mudar em nada.

Jesus é o Filho de Deus Vivo! Por onde passava arrebanhava multidões, era impossível chegar perto dele e não ser tocado por suas palavras, pelos seus gestos encantadores de ternura, de bondade, de misericórdia, de compaixão e também de repreensão, de chamada de atenção. Só seu olhar já mudava a história de alguém. Só de alguém tocar em suas vestes com fé já era curado.

Mas mesmo assim Jesus hoje nos compara com uma geração insensível à sua presença. Ele está vivo em meio a nós, mas muitos não o sentem mais. Está nos sacrários para ser adorado e poucos o visitam. Está vivo na sua Palavra e são poucos os que a leem e meditam; está vivo nos Sacramentos, especialmente da Eucaristia e Confissão, e são poucos os que se alimentam dele; está vivo no irmão pobre, necessitado e são poucos os que o percebem neles. Entre nós está e não o conhecemos. Entre nós está e nós o desprezamos.

Santo Agostinho já dizia:”Tenho medo de um Deus que passa e não volta”! A graça dele não se manifesta da mesma maneira sempre. Temos que aproveitar o tempo de sua visita.
Que o Divino Espírito Santo toque em nós neste dia e realize uma cura poderosa em cada um de nós, especialmente da insensibilidade de não perceber a presença real de Jesus em nosso meio!

Deus te abençoe sempre!

Padre Joaquim Regis Filho
Pároco da Paróquia São Domingos de Gusmão em São Domingos–GO