Diocese de Formosa-GO

20.9 C
Formosa
quinta-feira, 9 abril, 2020 - 23:17 PM

Evangelho NO HOJE (19/02/2020) – Marcos 8,22-26

-

Quarta-feira da 6ª Semana do Tempo Comum
Evangelho – Marcos 8,22-26

“Então Jesus colocou de novo as mãos sobre os olhos dele e ele passou a enxergar claramente. Ficou curado, e enxergava todas as coisas com nitidez”. (Mc 8, 25)

Hoje, através da cura do cego, Jesus nos fala do processo da fé. A cura do cego em duas etapas nos mostra um significado fortemente simbólico; e podemos dizer que quase uma ação litúrgica: um processo catecumenal.

Na primeira etapa catecumenal Jesus levou o homem cego para fora do povoado, “cuspiu nos olhos dele, colocou as mãos sobre ele, e perguntou: ‘Estás vendo alguma coisa?’” (Mc 8, 23). Com este ato de Jesus somos remetidos à lembrança do Sacramento do Batismo: somos banhados com a água da salvação e recebemos o Espírito Santo; é o primeiro passo na fé. No decorrer de nossos dias na caminhada cristã, Jesus nos interroga através da Sua Palavra acerca do que vamos conseguindo enxergar à luz da fé. E sabemos que precisamos progredir mais a cada dia no seguimento de Cristo.

A segunda etapa catecumenal se deu na vida daquele homem cego quando Jesus “colocou de novo as mãos sobre os olhos dele e ele passou a enxergar claramente” (Mc 8,25a); aqui nos recordamos do Sacramento da Confirmação; Sacramento este em que recebemos a plenitude do Espírito Santo e assim podemos chegar à perfeição da fé e como este homem cego do Evangelho, começamos a enxergar as coisas com nitidez. Precisamos viver de forma mais autêntica os sacramentos que recebemos da Mãe Igreja. Como você vive a fé recebida no Batismo e confirmada na Crisma?

Um outro fator importante e decisivo no Evangelho e nos leva a refletir sobre a urgente necessidade de cura da nossa cegueira espiritual, foi o fato de Jesus ter levado o homem para fora do povoado. Esse gesto é marcante e nos chama muito a atenção. O que podemos tirar de lição desse gesto de Jesus? Penso que para curar a nossa cegueira espiritual precisamos escutar com clareza a Palavra de Deus, e assim abrirmos os olhos para a fé e enxergarmos a realidade em Cristo. Nós precisamos sair de nós mesmos, fazer calar o barulho do mundo secularizado que grita dentro de nós e deixar que a Palavra de Deus ressoe claramente em nossos corações e se manifeste através de nossas ações, e que sejam obras de Vida Eterna. E mais ainda, precisamos de uma sincera conversão; uma mudança radical. Por isso Jesus depois de curar o homem cego o pediu: “Não entres no povoado!” (mc 8, 26b). É como se Jesus dissesse: Não volte para o barulho do mundo nem para o seu mundinho fechado em torno de si mesmo. Pensemos sobre isso!

Escutemos o que nos exorta São Tiago hoje na primeira leitura: “Todavia, sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos”. (Tg 1, 22). Saíamos do marasmo e da preguiça espiritual e corramos ao encontro de Jesus. Aquele cego do Evangelho foi agraciado pela bondade daquelas pessoas que o levaram até Jesus. Talvez você hoje precise tomar essa decisão e iniciativa sozinho de ir até Jesus, embora muitas pessoas tenham tentado te levar até Jesus. O que ainda te impede de sair de si e correr para Cristo? Coragem, ânimo!

Vamos nos decidir hoje por ir ao encontro de Jesus e o peçamos que nos tome pela mão, como fez com o cego, e nos leve para um lugar de paz e sossego; onde possamos ser curados pelo toque suave de Sua mão; toque este que se manifesta a nós através dos sacramentos da Igreja e da Palavra de Deus. E exclamemos como São Camilo de Lellis: “Que cegueira a minha, a de não vos ter conhecido antes e mais cedo, Senhor!” Meus queridos irmãos e irmãs, aspiremos o Céu e digamos como o Salmista: “Senhor, quem morará em vosso Monte Santo?” E deixemos ser curados a cada dia por Jesus para um dia morarmos com Ele no Céu. Que a Virgem Maria interceda por nós junto ao Seu Filho Jesus para que sejamos curados da nossa cegueira e possamos enxergar com clareza o caminho para a Vida Eterna.

Assim seja!

Padre Carlos de Souza Neves
Pároco da Paróquia São João Batista
Divinópolis de Goiás


Leituras: Tg 1,19-27 / Sl 14 (15)
Evangelho: Mc 7,8,22-26

Diocese de Formosa-GO
Diocese de Formosa-GOhttp://diocesedeformosa.com.br/
Criada em 16 de outubro de 1979, é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, sufragânea da Arquidiocese de Brasília. Pertence à província eclesiástica de Brasília e ao Regional Centro-Oeste da CNBB.

Compartilhe

Últimas publicações

Mensagem de Páscoa – 2020

Amada Família Diocesana, Irmãos e irmãs de tantos lugares, Feliz e Santa Páscoa! A solidão silenciosa que se abateu sobre o mundo será vencida com o esplendor...

Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor

“Santíssimo...apagou nossos pecados e sua ressurreição nos trouxe vida nova”. Com esta procissão de hoje iniciamos, em comunhão com toda a Igreja, a celebração da...

Alteração no clero da Diocese de Formosa

No último dia 31 de março o Rvmo. Srº Pe. Raifran Rego de Souza, até então Pároco da Paróquia São Sebastião em Vila Boa-Go,...

Evangelho NO HOJE (04/04/2020) – João 11,45-56

Sábado da 5ª Semana da Quaresma Evangelho – João 11,45-56 “Invoca-me, e te responderei” Os primeiros dias do mês de abril deste ano certamente serão inesquecíveis, não...

Mais visitadas

Últimos comentários

X