Quinta-feira da IV Semana da Páscoa
Evangelho – João 13,16-20

O que vem de Deus é Bom!

“Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar, me recebe a mim; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou!” Jo 13,20.

A pessoa humana é caracterizada, entre tantas realidades que a constitui, como um Ser de Relações. Cada Pessoa é única e capaz de superar pela razão, a si mesmo, interrogar-se e conhecer-se como um ser que pensa. Isso a caracteriza enquanto ser de abertura, acolhimento, imerso numa teia de relações. Relacionar é dar-se, conviver, conhecer, familiarizar-se, dialogar, estabelecer vínculos. Além das relações humanas, mantemos uma relação com Deus, onde este é o lugar da vida e da fé. A fé é esta dimensão humana que nos coloca conectados com o sagrado, o divino, o eternamente Outro, Deus que se revela a nós como Amor. Deus é amor! Na oração estabelecemos um diálogo com de Deus. Diálogo feito de palavras, silencio, abertura, acolhimento e escuta. Nesta relação vamos sendo cativados e cativamos, pois, a amizade, a fé e o amor são frutos do acolhimento.

A Fé orienta a nossa vida. Somos homens e mulheres de fé! Fé recebida no batismo, alimentada pelos sacramentos, sustentada pela caridade. Pela Fé orientamos nossa vida cotidiana. Acreditamos na Palavra diária que Deus nos oferece. Buscamos construir um mundo melhor. Acreditamos no agir providente de Deus. A Fé é recebida da Igreja pelo anuncio da Palavra e acolhimento de Jesus. Desde criança, cresci ouvindo de minha mãe: “O  que vem de Deus é bom!” Assim, a Igreja como Mãe e minha mãe biológica ensinou-me a acolher a bondade, a misericórdia, humildade, simplicidade, humanidade e a verdade que vem de Deus. Acolher, amar, perdoar, lutar por justiça, fazer o bem sem perguntar a quem, defender os mais necessitados, dar a vida se preciso for; promover a Vida de Deus entre os homens, e tantas outras coisas importantes tornou-se uma meta de vida.

Sendo o que vem de Deus é Bom, acolher o que e quem Ele nos envia, torna-se para nós muito importantes. Sua Palavra, seus milagres, a Igreja, os Sacramentos, Nossa Senhora, os Irmãos e Irmãs de caminhada. Jesus, assim nos pede: “quem recebe aquele quem eu enviar a me recebe!” Jo, 13, 20a. Desde os pobres, os marginalizados na periferia da existência, os familiares, a nós mesmos e os homens e mulheres de boa vontade; aos mais diversos servidores do evangelho, como os catequistas, agentes de pastorais e movimentos, religiosas, os diáconos, padres, bispos, papas são estes enviados do amor divino. Acolhe-los é sinal de fé e adesão a Palavra de Deus.

Os Bispos Legítimos, são sucessores legítimos dos Apóstolos, neles reconhecemos a presença do Bom Pastor. Pastor que cuida, e não explora; que acolhe, protege, orienta, corrige, sara as feridas para que todos tenham vida! No próximo dia, 01 de Junho, nós, na diocese de Formosa, vamos acolher nosso novo bispo: Dom José Adair Guimarães. Acreditando nesta Palavra: Que o que vem de Deus é Bom! Renovaremos nossa fé confiante na Palavra de Jesus “ quem recebe aquele quem eu enviar a me recebe!” Jo, 13, 20a. Renovaremos uma vez mais, nossa adesão filial e respeitosa ao bom pastor, confiantes que acolher bem é também evangelizar.

Haveremos de prosseguir fazendo da Igreja uma casa de acolhida para todos, sempre de portas abertas, pois, “a quem me recebe, recebe aquele que me enviou”. Seja sempre bem-vindo Jesus!

Prossigamos…. Vida que Segue!

Pe. Pedro Nogueira da Silva Filho
Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Água Fria de Goiás

Clique aqui e veja o evangelho.