297836_10151087527743785_2069927967_nQuem nunca se sentiu ofendido por ver sua mãe sendo agredida, seja qual forma for? Um filho que ama sua mãe sempre estará pronto para defendê-la de qualquer ataque, podendo até mesmo entregar sua vida se preciso for. Graças a Deus, todos nós temos uma mãe que nos gerou e nos deu a vida. Fomos amados desde o ventre materno; alguns mais, outros menos. Infelizmente, nem todos tiveram a sorte de ter uma mãe que os acompanhou com carinho, amor e dedicação, desde a gestação até o resto da vida, dando-lhe aquilo que podia de melhor. Muitas mães rejeitam seus filhos, outras chegam até mesmo a ceifar-lhes a vida.

No entanto, Deus na sua infinita bondade, ofereceu-nos uma mãe que sempre acolhe seus filhos, participa dos momentos mais importantes de suas vidas e oferece-lhes o dom mais precioso que o Cristo crucificado e ressuscitado nos ofereceu: a Salvação. Os Sacramentos são os meios pelos quais Deus, através da Igreja, continua a salvar a humanidade. Quantos criaturas são feitas filhas de Deus pelo Batismo, participando da vida Divina, sendo membros da família de Deus! Quantas uniões seladas no Sacramento do Matrimônio! Quantos pecadores são reconciliados com Deus, aproximando-se do Tribunal da Misericórdia, onde nunca são condenados, mas sempre salvos pelo Sacramento da Confissão! Quantas graças recebidas pelo Corpo e Sangue e Cristo no Santíssimo Sacramento do Altar! Quantos benefícios recebidos pelas mãos ungidas do sacerdote, que faz as vezes de Cristo entre os homens! Quantos moribundos têm acesso às Portas do Paraíso Celeste e quantos doentes obtém o alívio corporal e espiritual pela Unção dos Enfermos! Quantos homens e mulheres alcançam a maturidade na Fé e têm potencializados os dons do Divino Espírito pela Crisma!

Vejam que Mãe maravilhosa! A Igreja é nossa mãe, e temos que amá-la com tal. Um bom filho, conhece, defende e ama sua mãe. Assim, devemos conhecer a nossa Igreja que é a depositária dos Dons Celestiais e da verdadeira Fé. Conhecer a Igreja significa aprofundar-se nos seus ensinamentos através da leitura e estudo da Sagrada Escritura, do Catecismo e dos ensinamentos dos Papas. Só assim, podemos defendê-la dos ataques inimigos, sobretudo nos dias de hoje em que a Verdadeira Fé é questionada, violentada e atacada de todos os lados. Um bom católico sabe defender a sua Igreja e a sua Fé, que não é algo inventado, mas recebido do próprio Filho de Deus. Conhecer e defender a Fé são grandes provas de amor à Igreja, mas a maior prova de amor que podemos oferecê-la é uma vida que concorda com aquilo que cremos, conhecemos e defendemos. Um verdadeiro cristão honra a Igreja, alegra Nosso Senhor e é a prova viva de que vale a pena amar a Igreja!

Sem. Ozias Xavier