riokids-diadosavos201410Em uma sociedade cada vez mais pautada pelo descartável torna-se perceptível que ainda existe um longo caminho a ser percorrido para a valorização daquelas pessoas que precederam a geração atual e que deram a sua parcela de contribuição para a sociedade.

            Os avós possuem e uma importância fundamental na transmissão dos valores humanos e cristãos para as novas gerações. São eles que, em sua maioria, ensinam os seus netos a rezar e a conhecer a fé desde a mais tenra idade.

            Esses homens e mulheres, dentro da família, tem um enorme poder de fazer memória dos fatos mais importantes que marcaram suas vidas e que devem ser lembrados às gerações posteriores. Um povo que não respeita os avós está sem memória e também ficará sem futuro.

            Tudo passa muito rápido para o homem moderno e este muitas vezes pensa ser inútil parar para ouvir a sabedoria contida nos ensinamentos destes tesouros que estão no seio da família.

            Neste mês celebra-se o dia dos avós, primeiro os avós de Jesus: Joaquim e Ana, depois recorda-se de todos os que em gerações anteriores foram de grande importância para o que se vive nos dias atuais.

Valorizar, incentivar, buscar conviver, estar junto e reconhecer o valor que têm para a história humana é de grande importância e fundamental para que se sintam acolhidos e respeitados.

No seio de uma família o convívio com os avós ajuda as crianças a crescerem tendo respeito e atenção para com os mais velhos. Com jeito os avós vão entrando na vida dos netos e conseguem coisas que os pais não conseguem.

Na sua família, qual é o cuidado que se tem com os avós? Eles são respeitados, acolhidos, valorizados, ouvidos e amados? Os seus filhos e até mesmo você tem tido paciência para ouvir a sabedoria escondida em cada palavra dita por estes homens e mulheres? Convido você, amigo leitor a mudar a sua postura com relação aos avós e a dedicar um momento especial para ouvir o que eles têm a dizer.

Por Padre João Manoel, Paróquia São Sebastião – Formosa – GO