Sábado da 4ª Semana do Tempo Comum
Evangelho – Marcos 6,30-34

Buscai a Deus, enquanto Ele se deixa encontrar!

Para uma melhor compreensão do Evangelho que a Liturgia, hoje, nos apresenta, será necessário recordar, neste mesmo capítulo, os versículos de sete a doze, que antecedem os versículos da leitura deste sábado, aonde Nosso Senhor Jesus havia enviado os doze Apóstolos em Missão Evangelizadora. Uma vez cumprida a missão que lhes fora confiada, “os Apóstolos reuniram-se com Jesus e contaram tudo o que haviam feito e ensinado” (Mc 6,30). Percebendo o cansaço dos Apóstolos, Nosso Senhor Jesus os orienta a subirem na barca para se retirarem do meio da multidão e buscar um lugar mais apropriado para descansarem (Cf. Mc 6,31).

Quando as pessoas percebem que eles estão partindo, muitos começam a correr para irem ao encontro de Nosso Senhor Jesus e seus Apóstolos. De acordo com a leitura do Evangelho, a multidão chega primeiro ao local aonde a barca deveria desembarcar. São Marcos descreve que Nosso Senhor Jesus teve compaixão ao ver toda aquela multidão, pois “eram como ovelhas sem pastor” (Mc 6,34).

Rico em Misericórdia é o Nosso Deus! Ao ver os Apóstolos cansados e a multidão desolada Nosso Senhor Jesus tem uma única e mesma atitude: compaixão. Jesus Cristo, Nosso Senhor, sofre junto com os seus, alivia os que estão cansados e socorre as necessidades de todos, concretizando assim uma de suas pregações: “Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve” (Mt 11,28-30).

Os Apóstolos puderam encontrar em Cristo o descanso que necessitavam. A multidão desorientada foi acolhida e instruída por Nosso Senhor. Do mesmo modo todos nós podemos alcançar as graças que necessitamos, se sairmos do nosso comodismo e irmos também  ao encontro do Deus da Misericórdia, que é Cristo Jesus, Nosso Senhor, pois como Bom Pastor (cf. Jo 10,11)  Ele cuida pessoalmente de suas ovelhas (cf. Ez 34,11). Nosso Senhor Jesus não nos abandona em meio de nossas dificuldades! Como podemos ver no Evangelho de hoje, Ele se antecipa em socorrermos, pois antes mesmo que os Apóstolos manifestassem queixas de cansaço, Ele os ofereceu descanso.

Nossa Senhora, Mãe de Deus e Nossa Mãe, também experimentou a Graça de Deus em sua vida e nos garante que essa mesma Graça Divina está disponível a nós, pois “sua Misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem (Lc 1,50), basta buscar a Deus, enquanto Ele se deixa encontrar (Cf. Is 55,6).

Que assim seja!

Padre Fláunei Alves Pereira
Em estudos de Direito Canônico na Espanha


Leituras: 1Rs 3,4-13 / Sl 118 (119)
Evangelho: Mc 6,30-34