Quinta-feira da XVIII Semana do Tempo Comum
Evangelho – Mateus 16,13-23

“E vós, quem Dizeis que eu sou?” perguntou Jesus à  Pedro.

Esta não é uma simples pergunta como não é simples a resposta. O conhecimento que temos das pessoas e de Deus é fruto da convivência, da abertura ao diálogo que experimenta a profunda amizade construída ao longo do caminho; dos encontros diários, da partilha da vida e da troca de experiências. Conhecimento que no âmbito das relações humana e divina demanda tempo, paciência, presença, abertura, receptividade e hospitalidade ao outro. Pedro tem condições de responder com sinceridade e verdade quem é Jesus. O reconhece em sua essência, pois, estabeleceu com ele uma relação profunda. Prontamente, responde: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”, ou seja, reconhece Jesus como Deus na sua divindade e onipotência.

Desse conhecimento recíproco e verdadeiro é mantida a confiança de Jesus em Pedro, a quem dá autoridade para exercer a missão de Pastor da Igreja. Confia em sua humanidade frágil e pecadora.  Lembremos que Pedro é o mesmo que no momento da grande provação traiu Jesus, pois negou ser seu discípulo quando questionado se era um dos seus seguidores. Todavia, é o mesmo que arrependido, confessa seu amor, retoma o caminho e assumi sua missão até o fim. Entrega sua vida por amor a Jesus e pelo bem da Igreja. Nesta dinâmica do encontro diário com Deus na meditação da Palavra, na adoração, na missa, na caridade feita por amor a Ele e a humanidade, também, nós buscamos viver. Conhecendo e sendo reconhecidos por Deus, que não se cansa de nos procurar e revelar sua misericórdia.

Hoje, a Igreja celebra São Domingos. Fundador da Ordem dos Dominicanos. São Domingos foi um grande pregador. Confiando na ação do Espirito Santo saiu em missão pregando o evangelho. Anunciou o Evangelho por todos os lugares, viveu na insegurança das estradas, pobre e confiante na providência de Deus. Ele confiou no Espírito Santo, abriu-se ao conhecimento de Deus e como  São Pedro, São Paulo, Maria, mãe de Jesus; São Vicente de Paulo, Irmã Dulce dos pobres se lançou na missão de evangelizar e promover o bem.

Peçamos ao Espirito Santo que consigamos seguir Cristo e por Ele entregar a vida nas realidades cotidianas que estamos inseridos!

Vida que segue…

Pe. Pedro Nogueira da Silva Filho
Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima
Água Fria de Goiás


Clique aqui e veja o evangelho de hoje